7 de out de 2010

Proibido Estacionar


Por Marcílio Amorim

Certa noite fui com um amigo a uma festa. Estávamos na pista de dança e quando meu amigo saiu para comprar uma bebida, descobri que na minha frente existia uma vaga. Uma vaga que precisava ser preenchida. Não pelo meu amigo quando voltasse do bar, mas por um amor. Todos os solteiros têm uma vaga disponível na sua frente, ao seu lado... Como aquela da pista de dança da noitada.
Para facilitar as coisas na ocupação desta vaga, verifique se existe em você alguma placa de “Proibido Estacionar”; e se você não sabe por que eles vêm e vão com tanta facilidade, talvez você carregue alguma placa de “Carga e Descarga”, onde só é permitido estacionar por 15 minutos. As mulheres de “vida fácil” usam o esquema de estacionamento rotativo: - Quarenta reais a hora gostosão!
É muito importante definir o seu modelo de carro preferido para não estacionarem figuras indesejáveis. Tome muito cuidado também com flanelinhas e principalmente com fila dupla na sua vaga; a bigamia pode até ser uma aventura excitante, porém pode causar acidentes e você acaba ficando com fama de vaga fácil, fútil, qualquer um chega lá! Agora se você está insatisfeita com o atual ocupante da sua vaga, multe-o e chame o reboque.
Nesta mesma noite descobri outras coisas que ligam trânsito a relacionamento amoroso, vejam só: se você tem carteira de motorista, está pronto para conquistar alguém.
Parece estranha a comparação, mas se prestarmos atenção a um garanhão pronto para atacar sua vítima e por todos os estágios que ele passa até conseguir dar o bote, entenderemos o que vou explicar.
Lembrando que a tese em questão só é válida para pessoas que não se conhecem, não voga amor de carnaval, paquera antiga nem amigos que se beijam na boca.
Quando tiramos a carteira de motorista, passamos pelo exame de vista, psicoteste, prova de leis de trânsito e teste prático. A noite está apenas começando e você está na segunda dose, hora de começar, enquanto você ainda tem noção do que é melhor. É bom prevenir para não acordar novamente de ressaca, nua, num motel de quinta, às 10 da manhã, sem saber e nem ter coragem de olhar quem está embaixo do lençol ao lado. A segunda dose é ótima para começo de conversa, você está levemente alta e desinibida. Facilita o jogo!
O exame de vista na arte da conquista é seletivo, escolhendo quem será testado. O teste começa quando o escolhido também te escolhe, é mágico! Dê mais uma olhadinha para complementar o exame e aguarde uma aproximação, quando os dois encontrarem um motivo patético para trocarem as primeiras palavras (pode ser uma informação, pedir isqueiro, perguntar a hora... qualquer coisa!) inicie o psicoteste.
Nesta fase você vai avaliar se a figura é normal, se é estrábico, se tem todos os dentes, se fala errado, coça muito o saco ou cospe enquanto fala. Mantenha a pose: você também está sob teste!
Se valer a pena continuar, aprofunde o papo, observe por quais assuntos ele transita com facilidade. É hora de descobrir afinidades e as verdadeiras intenções dele. Descubra se ele respeita limites, avança sinais... É o teste de leis de trânsito. Não esqueça de manter a cara de instrutor insatisfeito para que ele se esforce, dê o melhor de si. Passadas todas as fases, se ele continuar tão atraente quanto na primeira olhada, só resta ceder aos prazeres da carne e partir para o último teste e o melhor de todos: o prático! Usando camisinha, que é uma espécie de cinto de segurança e observando se ele é realmente a pessoa certa para estacionar na sua vaga.
Um convite para almoçar aceito no decorrer da semana denunciará o êxito nos testes, podendo finalmente receber a habilitação que, de acordo com a nova lei de trânsito, valerá por um período experimental; na primeira batida, multa ou infração a carteira será caçada!!!
Mas, se a história for outra e as quatro da madrugada nenhum aspirante passou nos testes, espere a próxima noitada, volte pra casa com cara de cão-sem-dono até ser parado por uma blitz noturna, para provar que você passou nos testes... Eles não!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Abra a boca!